roberio renovacao logo2016

 

Marca PSDB

 

Notícias

A pílula, anticoncepcional oral, é um dos métodos contraceptivos preferidos das brasileiras. Segundo o médico Drauzio Varella cerca de 61% (mais de 14 milhões de mulheres), tomam anticoncepcional, no Brasil.

A medicação tão utilizada por mulheres é composta por uma combinação de progesterona com estrogênio. Esses hormônios, podem desencadear alterações no sistema de coagulação do sangue, facilitando a formação de trombos no interior de veias e artérias.

Além disso, o risco de trombose está associado a fatores como obesidade, tabagismo, varizes, doenças pulmonares e cardíacas. Com isso a necessidade da conscientização sobre as questões ligadas a tombofilia é essencial para a proteção à saúde da mulher.

No Distrito Federal, o deputado Robério Negreiros, propôs o Projeto de Lei 1585/2017, que obriga as empresas fabricantes de anticoncepcionais femininos a inserir na parte externa da embalagem, a seguinte advertência: “O uso de anticoncepcional por pessoas portadoras de trombofilia é prejudicial à saúde”.

Além disso, ainda obriga, estas empresas, a inserir no rótulo, de forma legível a mesma advertência. Uma maneira de informar diversas mulheres que, o uso contínuo desse medicamento pode aumentar a possibilidade de trombose, e em portadoras de alterações nos genes, pode ser potencializado.